sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Pastor, esposa e filho morrem após acidente de carro em Minas Gerais

Joab Pinheiro Lobato, de 48 anos, pastor da Congregação das Assembleias de Deus do bairro Ponte Alta, em Volta Redonda (RJ); a mulher dele, Ana Lúcia de Souza Mendes Lobato, 40; e Joas, um de seus filhos gêmeos de 15 anos, morreram no acidente ocorrido por volta das 18h de terça-feira (20/10) na BR-116 (Rio-Bahia), na cidade de Engenheiro Caldas, no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais. Os corpos serão sepultados hoje à tarde (21/10), em Barra Mansa, onde moravam.
Policiais rodoviários federais foram informados de que o caminhão JJB-8166, de Piedade de Caratinga (MG), carregado de verduras, seguia no sentido Governador Valadares, perdeu o controle, invadiu a pista contrária e bateu de frente com a Hyundai Tucson placa LTJ-3146, do Rio de Janeiro, em que o pastor viajava.
O caminhão ainda bateu em um Pálio, com placa de Caratinga (MG). Os dois ocupantes do carro também foram socorridos num hospital da região. O inspetor da PRF José Carlos Coutinho disse que chovia muito, no momento do acidente, e que a pista estava escorregadia.
O caminhoneiro Claudinei Silva e o ajudante dele tiveram ferimentos leves. Os outros dois filhos do casal, Suellen Mendes Lobato, de 20, e o outro adolescente de 15 anos, Jean, que também estavam no carro, além de outro passageiro identificado apenas como José Dirceu sobreviveram.
A PRF suspeita de que Dirceu era quem dirigia a Hyundai. Os três sofreram ferimentos regular e grave e foram socorridos num hospital de Governador Valadares, que fica próximo de onde ocorreu o acidente.
O estado de Suellen era o mais grave. Segundo conhecidos do pastor, ele estava retornando de Pernambuco para Volta Redonda.
O caminhoneiro Claudinei Silva e o ajudante dele tiveram ferimentos leves. Ele negou que estivesse acima da velocidade permitida. Segundo a PRF, imprudência foi a causa do acidente.
- A pista molhada, escorregadia, e o caminhão em alta velocidade provocaram o acidente – disse um inspetor da PRF.
Os corpos das três vítimas seriam transladados de Governador Valadares e a previsão era a de que chegariam à noite na antiga Câmara Municipal de Barra Mansa, para serem velados.
A família morava na cidade. O sepultamento será no Cemitério Parque São Francisco, também em Barra Mansa.
Um amigo da família informou que apenas Jean teve alta hoje do hospital. Suellen e Dirceu continuavam internados no mesmo hospital de Governador Valadares.
As mortes do pastor, da mulher e do filho dele, comoveram a comunidade evangélica também de Volta Redonda, onde eles eram muito conhecidos.
Fonte: Diário do Vale – RJ

Nenhum comentário: